sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Pipoca na Panela - Alabama Monroe

Elise e Didier se apaixonam à primeira vista, apesar de suas diferenças. Ele fala, ela escuta. Ele é um ateu romântico e ela é uma religiosa pé-no-chão. Quando a filha deles adoece gravemente, o amor deles é posto à prova.

Tem dias em que tudo que a gente precisa é de um filme real, daqueles que fazem a gente sentir lá dentro a emoção de cada um dos personagens. Pra esses dias 'Alabama Monroe' cai como uma luva.


A gente se apaixona, chora, tem raiva, acredita no amor, odeia o mundo inteiro, ri e tem vontade de socar uma parede. Tudo isso em realísticos 111 minutos.

E quando termina a nossa maior vontade é de comprar uma bota e um chapéu de cowboy e sair por aí ouvindo bluegrass.


Tudo isso porque, nesse filme, a trilha sonora se transforma em um personagem poderoso. Quase um ator principal.

Digo quase porque competir com Johan Heldenbergh e Veerle Baetens é injusto. Atuações perfeitas!


E eu, que só vi esse filme da lista dos indicados a melhor filme estrangeiro no Oscar de 2014, já sou do time "Alabama Monroe"!

Segue o trailer: