terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Pipoca na Panela - Cine Holliúdy

"No interior cearense, em meados dos anos 1970, Francisgleydisson (Edmilson Filho) é um pequeno exibidor que luta para manter sua sala aberta, a despeito da chegada das TVs. Após fracassar em uma cidade, ele e sua família se mudam para o município de Pacatuba, onde encontra uma plateia deveras pitoresca para seus filmes."

Desde que eu li uma matéria de jornal falando que 'Cine Holliúdy' tinha batido 'Titanic' em média de espectadores por sala no Nordeste, eu fiquei com muita vontade de ver o filme. Torci para que chegasse logo aqui no Rio, afinal ele tinha estreado apenas com 9 cópias (!). Ontem, finalmente, eu assisti na tv (as maravilhas do conteúdo sob demanda...).

Se por um lado me frustrei um pouco, pois estava com expectativas altíssimas, por outro eu pude ter a certeza de que a comédia brasileira no cinema não precisa ser aquela meleca pasteurizada que vemos todo ano (falando nisso, o que é aquele 'Divertics', hein?).


A história é engraçada e inteligente ao mesmo tempo (não é uma loucura?), mas não espere ver a coisa mais hilária da sua vida. O roteiro é simples e o filme é despretensioso, mas conta com cenas muito legais - os filmes dentro do filme são demais! Sem falar nos personagens cativantes, bem típicos de cidades pequenas.

O trunfo fica com o "exotismo" (e o marketing) do cearensês. De uma terra que, geralmente, a gente só vê na mídia quando a seca está braba ou quando alguém é atacado por um tubarão, vir uma pérola tão particular como essa me fez sentir por demais ignorante quanto ao meu país.

Resumindo, vale à pena ver. É muito divertido, quem já viu concorda comigo. Não concorda? É divertido, não é? Não é divertido?