sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Fazendo as Malas - Belo Horizonte Parte 3

Confira a parte 1 e a parte 2!

O terceiro e último dia chegou! E esse era também o dia das compras! Mas nada de roupas, acessórios ou objetos de decoração: eu queria era CERVEJA!

Pra quem não sabe, a Mamãe Bebidas é uma loja de cervejas especiais/artesanais/importadas que, na minha humilde opinião, tem o melhor preço do Brasil. Infelizmente, eles não têm uma política de frete que eu considere muito boa (normalmente o frete encarece tantos as garrafas que só compensa se você comprar muitas), nem tem um site-site (você tem que solicitar um arquivo em pdf com os preços vigentes pelo Facebook e fazer a compra por email), mas eu estava doida para conhecer a loja pessoalmente e ficar babando.

O local já é inusitado: ela fica dentro de um posto de gasolina! Como se fosse uma loja de conveniência mesmo, sabem? E aí, quando você adentra o paraíso, é uma delícia para os olhos! Garrafas e mais garrafas, rótulos e mais rótulos, latinhas e mais latinhas! Claro que eu não resisti e trouxe uma mala inteira de cerveja! Hahahahaha

Ainda aproveitamos para provar duas chumbrequinhas locais!

Chumbreca local 1

Chumbreca local 2

Pegamos um táxi até o hotel, arrumamos as malas e deixamos na recepção. Pra quem pretende fazer algo similar, eu recomendo embalar muito bem todas as garrafas e latas. Não é nada muito difícil, basta embrulhar em casacos, meias, calças,... Eu nunca tive nenhum problema com isso, mas já li relatos de pessoas que ficaram com a mala fedendo a cerveja/vinho/azeite/etc e não é nada agradável.

Do hotel fomos caminhando até o Parque Municipal, onde ficamos até dar a hora de termos que partir para o aeroporto.

Como era final de semana, o parque estava cheio! Mas isso não atrapalhou em nada, ao contrário, acabou criando um ambiente bem mais divertido.

Uma coisa que eu adorei em BH é como os alimentos são coloridos! Da casquinha de sorvete à pipoca, tudo leva uma dose de corante (o que pode ser até ruim pra minha saúde, mas que é ótimo para meus olhos!). Não resisti e pedi um saquinho de suculentas pipocas doces verdes e vermelhas.

Pipoca colorida e esmalte descascado de final de viagem!

 Caminhando pelo parque, descobri que algumas barraquinhas vendem ração para patos e peixes e, obviamente, lá fui eu alimentar todos os animais do parque!





Os peixes abrem um bocão para cada raçãozinha!
 Depois de sentir que tinha cumprido o meu dever, continuamos a caminhar pelo parque e descobrimos uma parte fantástica: um mini parque de diversões! Com direito até a roda-gigante!!!! Claro que nós fomos!

Roda-Gigante *-*
Tudo fica pequenininho lá de cima!

E aí já era tarde: era hora de pegarmos as malas no hotel, voltarmos para a rodoviária, pegarmos o ônibus executivo e irmos para o aeroporto. Tchau, BH! Até a próxima!