terça-feira, 26 de agosto de 2014

No Olho do Tornado - Review, Crítica, sei lá o quê

Ao longo de um único dia, a cidade de Silverton é devastada por um ataque sem precedentes de tornados. A cidade inteira está à mercê dos erráticos e mortais ciclones, enquanto os caçadores de tempestades preveem que o pior ainda está por vir. A maioria das pessoas procura abrigo, enquanto outros correm em direção ao vórtice, vendo até que ponto um caçador de tempestades irá para aproveitar aquela oportunidade única. 


Filme catástrofe é sempre uma incógnita. Se, por um lado, o roteiro é um clichezão com atores ruins que não conseguiriam convencer um camelo a beber água, por outro, os efeitos especiais são bonitos de se ver e carregam o filme nas costas. Ontem conferimos a pré-estreia de "No Olho do Tornado" e ele não foge à regra. O único problema é que eu não sei se gostei ou não!

Novo arrasa-quarteirão (haha)
Já falei isso, mas é importante ressaltar: como os atores são ruins, benzadeus! Nem o Thorin escapou dessa vez! Tirando uma ceninha ou outra mais dramática, que, confesso, me deixaram com lágrimas nos olhos, o resto é tudo uma grande bostoleta. Enredo fraco, motivações fracas, frases de efeito manjadas, tudo aquilo que a gente já sabe.

Uma outra coisa que tenho que comentar aqui, infelizmente, é a desgraça do found footage. Lembra da "Bruxa de Blair"? Então, é um filme feito naqueles moldes. Isso virou uma febre maldita em Hollywood. Não me entendam mal, eu gosto da ideia, o único problema é que eles NUNCA - eu repito, NUNCA - conseguem fazer com que essas filmagens caseiras sejam críveis. Pense bem: você está fugindo de um TORNADO, um MONSTRO GIGANTE ou o que quer que seja... Você vai se preocupar em enquadrar direitinho a sua camereta? Pois é, acho que não. E isso me incomoda muito! Além disso, nesse filme eles se superaram. Criaram uns personagens aleatórios que servem só pra ficar filmando, não faz o menor sentido!!!

Quem precisa de enredo quando se tem tornados?
Apesar disso, volta a questão do gostar. Esse filme tinha potencial. As cenas de tornado são realmente legais. Fiquei tenso várias vezes, mesmo com uns acontecimentos que me pareceram meio exagerados. Mas, ei, isso é cinema.

No final, acho que é daquele tipo de filme que é tão ruim que dá a volta, sabe? Dá pra se divertir, se você deixar seu cérebro em casa. E, mesmo não sendo uma comédia, tem uma cena que me fez gargalhar no cinema. Só não sei se era pra rir ou não...