segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Fazendo as Malas - San Andres Parte 5

Confira antes a parte 1, a parte 2, a parte 3 e a parte 4!

Aproveitamos que nesse dia já tínhamos certeza que Cayo Bolívar não ia rolar e dormimos até mais tarde. Fomos para a praia ainda pela manhã e, quando a fome apertou, resolvi que queria batata frita - uma coisa quase impossível de encontrar na ilha. Comecei a procurar e descobri um quiosque que vendia fish & chips! Fiquei super feliz, pois é algo que adoro. Depois da espera de quase 1 hora (o serviço lá é lento em todo lugar), o bendito chegou. Surpresa: o chips era banana frita! Hahahaa

Sempre compre água de saquinho: é mil vezes mais barata que a de garrafa!

Fish & Chips? Tem certeza?
Voltamos para a praia, onde ficamos até mais ou menos umas 15h30, pois 16h saía o passeio 'mantarrayas'. A proposta é levar os passageiros para nadarem com as arraias gigantes e com vários peixinhos. Isso me deixou super animada, afinal, sou louca por animais!

O problema é que o passeio acabou me decepcionando um pouco... Enquanto eu me imaginava nadando em volta de dezenas de arraias, a realidade me reservou uma única bichinha que serve de modelo fotográfico para todo o grupo.

Para piorar, ela tentou escapulir já no final de sessão de fotos e eu vi como eles pegam o animal: pisando! Fiquei chocada e me sentindo muito mal por patrocinar aquilo tudo. Não recomendo o passeio! Se soubesse que era assim, teria preferido mil vezes passar meu dia na praia.

Lucas e a mantarraya



Quando todo mundo tem a chance de tirar foto com a coitadinha, voltamos para o barco para nadar com os peixes. Aqui não rola nenhuma crueldade, mas continua parecendo um book fotográfico. Enquanto um guia dá pãezinhos para os peixes de modo que eles fiquem na sua frente, o outro vai tirando várias fotos para tentar lhe vender no final.

Eu e Lucas fugimos disso e fomos nadar e nos divertir bem longe dos instrutores até todo mundo terminar.
 
Quem precisa tirar uma foto fake quando tem tantos peixinhos no mar?
 Já estava escurecendo quando nosso barco retornou, o que tornou a paisagem mais linda ainda!

Reparem na altura da água mesmo no meio do mar! A dificuldade é para subir no barco!
Quando finalmente pisamos em terra estávamos ansiosos por um banho de água doce. Conforme falei no primeiro post, a água do nosso hotel parecia soro fisiológico e, durante o passeio, o guia nos apontou o hotel 5 estrelas da ilha. Juntando A + B, resolvemos dar uma de joão-sem-braço e fomos conferir como era a água lá! Ninguém nos barrou na entrada e fomos indo, indo, indo... Até chegarmos na piscina! Tinham uns chuveiros e nós usamos e abusamos deles! Lavamos todas as coisas que estavam cheias de sal e ficamos um bom tempo simplesmente aproveitando a água doce - que delícia! Só não deu para lavar o cabelo, né? Uma pena.

Até praia particular o hotel tem!
Limpinhos, fomos escolher um lugar para jantar. Andamos um tanto até nos depararmos com um restaurante muito interessante e diferente: Insterstate 80's. Na verdade, são 3 restaurantes, um do lado do outro. O primeiro é tematizado com esportes, o segundo com coisas dos anos 80 e o terceiro com o México. Você pode sentar no seu predileto e pedir comida de qualquer um dos 3! Muito legal, né?

Nós optamos pelo esportivo, já que a mesa era nada mais nada menos do que um totó! Pela primeira vez eu não me importei com a demora do serviço!
Sanduíche de rosbife
Hambúrguer suculento!
 Me diverti bastante e comi maravilhosamente bem :) Depois fomos direto para o hotel!