domingo, 29 de dezembro de 2013

Notas do Cotidiano - Feriados

Quando tem algum tipo de feriado ou dia especial, começam a pipocar referências nas redes sociais, sites e blogs, seja daqueles que amam ou daqueles que odeiam.
Os que amam tiram fotos da decoração, do presente que deu, que ganhou, da comida e da roupa que usou.
Os que odeiam começam a escrever textos e mais textos falando sobre o quanto aquela é somente mais uma data inventada com o propósito de simplesmente lhe fazer gastar dinheiro. Mas... Será?


Eu amo feriados. Amo todos os "dia de" e, se tivesse condições (de tempo e dinheiro), certamente faria questão de aproveitar todos eles. Acho legal comer pizza no dia da pizza, vestir um gorro vermelho no Natal, fazer uma surpresa no dia dos namorados, se entupir de chocolate na Páscoa, ouvir muito rock'n'roll no dia do rock e tomar cerveja verde no dia de São Patrício.

É claro que, seja o feriado, dia ou comemoração que for, a gente vai acabar gastando um dinheirinho, né? Natural. Mas eu acho que essas datas não são feitas pura e simplesmente para esvaziarem a sua carteira... Elas servem para lembrar ao marido super atarefado que no dia 12 de junho ele não pode esquecer de comprar flores. Claro, (quase) toda mulher merece ganhar flores todos os dias, mas a gente sabe que não funciona assim, né? E serve também para lembrar ao filho que anda com a vida corrida que no segundo Domingo de Maio ele tem que ligar para a mamãe (e em Agosto pro papai!). Pra lembrar de ligar para aquele grande amigo que anda meio afastado e desejar um feliz Natal. E acaba sendo legal ter uma desculpa para fazer o outro (ou você mesmo) se sentir especial. Pelo menos pra mim, é uma obrigação de fazer algo que eu gosto.

É como você ter horário certo para fazer a atividade física que tanto ama. É uma obrigação, um compromisso, mas também é um hobby, um prazer. Um não necessariamente precisa excluir o outro! E em tempos tão corridos, onde a gente vive com mil coisas na cabeça, se "obrigar" a fazer algo bom me parece demais!

E eu adoro comprar e dar presente. Adoro pensar em qual comida combina mais com aquela data e qual roupa vai ficar legal com a decoração da casa.

PS: Sou completamente contra qualquer tipo de amigo-oculto de empresa que te obriga a comprar uma coisa completamente aleatória para alguém para quem você não dá nem bom dia!